São inúmeras as causas de queda de cabelos. Cada uma delas deve ser tratada de acordo com a sua origem, muitas vezes provocada por processos infecciosos ou agressões externas (pente, escova, tinturas, química). Em primeiro lugar é preciso tratar a causa e depois tratar da recuperação dos cabelos. É importante saber que enquanto o problema não for eliminado dificilmente a queda será interrompida. O paciente pode até passar por períodos de melhora mas o problema continua. É por isso que a consulta com um dermatologista tricologista é importante para o diagnóstico e o tratamento da causa da queda de cabelo. A alopecia androgenética (calvície) é um caso à parte pois está ligada à herança genética e aos hormônios masculinos, tanto nos homens quanto nas mulheres. O tratamento clínico é preventivo e o cirúrgico é para a recuperação dos cabelos.


Há vinte anos atrás não havia uma medicação específica para a alopecia androgenética (calvície). Loções, poções, garrafadas, plantas, remédios caseiros e produtos “milagrosos “ eram usados na tentativa de resolver os casos de queda de cabelos. Algumas vezes o uso destes produtos coincidia com curas espontâneas ou então o problema era agravado. Hoje em dia existem medicamentos eficazes para o combate à calvície.


TRATAMENTO SISTÊMICO (oral):
Durante milhares de anos os tratamentos não médicos através de plantas, remédios caseiros e poções mágicas eram vendidos por charlatões na tentativa de tratar a calvície. Atualmente, a indústria farmacêutica descobriu algumas substâncias que inicialmente estavam indicadas para outras patologias e que acabaram sendo adotadas no tratamento da calvície. Estes produtos surtem efeitos benéficos contra a calvície.


Finasterida
Como age: A Finasterida não inibe os hormônios masculinos (andrógenos), mas inibe a enzima 5-alfa redutase (5-?R) Tipo 2 que não permite que a testosterona (T) seja convertida em dihidrotestosterona (DHT) que atua nos receptores dos folículos pilosos promovendo a atrofia do folículo e a miniaturização dos fios e perda definitva do cabelo.

Indicação: homens com predisposição genética à calvície ou com queda em fase incial e intermediária dos cabelos.

Duração do tratamento: Deve ser utililizado por tempo indeterminado ou conforme critério médico.

Resultados: Começa a agir após dois meses de uso e os resultados podem ser percebidos com seis meses de tratamento. Assim que o uso é suspenso, o cabelo volta a cair. Não deve ser usado por mulheres grávidas ou que possam engravidar durante o seu uso.


Dutasterida:
Embora esteja aprovada somente para tratar hyperplasia prostática, muitos dermatologistas têm usado ‘off label” nos EUA por se mostrar efetivo também na alopecia androgenética. Existem relatos nos trabalhos científicos urológicos que mostram uma incidência menor de efeitos colaterais quanto à libido e maior eficácia contra a calvície.

Como age? Semelhante a Finasterida com um diferencial de inibir as enzimas 5-alfa redutase do tipo I e tipo 2 que não permitem que a testosterona ser convertida em dihidrotestosterona.

Indicações: São as mesmas da Finasterida


Flutamida:
é um potente antiandrogeno, mas recentemente seu uso foi proibido no Brasil.


Cimetidina:
Age com um antiandrogeno, mas com pouca eficácia.


Espirolactona:
Originalmente utilizada para tratar hipertensão, também possui efeito antiandrogenico discreto e é comumente indicado para tratar acne, alopecia androgenética e hirsutismo feminino, porque diminue a produção de hormônios androgenicos.


Acetato de ciproterona:
Encontrado em algumas pílulas anticoncepcionais, age como antagonista de hormônios androgênicos e também é um potente progestativo para tratar o hirsutismo (aumento de pelos). Também é utilizado na calvície feminina.


Complementos Nutricionais:
São comumente associados ao tratamento base para ajudar na recuperação dos folículos.


TRATAMENTO TÓPICO (local não cirúrgico):
Minoxidil: Esta substância é um vasodilatador usado por via oral no tratamento de hipertensão arterial, tendo a propriedade de induzir hipertricose em determinados pacientes. Desde então vem sendo utilizado topicamente em pacientes com alopecia androgênica, mostrando-se efetivo.


Imiquimod e Difenciprona (DPCP):
O primeiro é um imunomodulador tópico. Já a Difenciprona (DPCP) atua como sensibilizante tópico. Estão indicados para os casos mais avançados da alopecia areata e devem ser monitorados por um dermatologista. São realizadas aplicações semanais no local. Pode ocorrer irritação da pele, vermelhidão, coceira e presença de gânglios. É uma opção quando os tratamentos convencionais (corticoides tópicos, injetáveis e orais, DNCB, Antralina, Minoxidil) já foram utilizados sem solução. O Imiquimod, originalmente indicado para tratar verrugas também vem sendo usado para tratar a Alopecia Areata e também ceratoses actinicas e vitiligo.


Ciclosporina:
A ciclosporina é um potente imunossupressor. Pode ser utilizada tanto na forma tópica quanto na forma oral.


Imunoterapia tópica:
A imunoterapia tópica promove um acúmulo de células T supressoras em torno dos folículos pilosos e, como células inespecíficas, acabam por produzir uma imunorregulação negativa responsável pelo desenvolvimento e crescimento normais do folículo.


Dinitroclorobenzeno (DNCB):
Primeiro contactante usado com resultados bons em 25 a 80% dos casos. Esta eficácia entretanto depende de fatores como: duração da doença, velocidade e grau de sensibilização do paciente, extensão e severidade da Alopecia Areata, associação com atopia, história familiar da doença e corticoterapia prévia.


Ácido Diesteriléster Esquárico (SADBE):
Apresenta como vantagem a característica de não ser mutagênico como o DNCB, entretanto como efeito sistêmico pode promover o crescimento de pelos em áreas não tratadas topicamente.


Difenciprona:
Pó cristalino branco mais estável que o SABDE e não mutagênico como o DNCB. Em alguns pacientes, a dose usualmente empregada tem que ser ajustada, de modo que produza o efeito desejado.


Complexos vitamínicos:
Os aminoácidos e o complexo vitaminico (A, B1, B2, B6 e E) reforçam o cabelo desde a raiz, ajudando no processo de queratinização e como antioxidante, evitando o envelhecimento celular.


Intradermoterapia capilar
Esta técnica é uma mistura de medicamentos ou ativos que são injetados, com agulhas finas, na região dérmica do couro cabeludo. Estes ativos podem ser vitaminas, aminoácidos, redutores de oleosidade, agentes que melhoram a circulação local e outras substâncias, de acordo com o problema do paciente.


LLLT (Low Level Laser Therapy)
A prevenção à calvície também pode ser feita com ajuda da tecnologia a laser. Chamado de LLLT (Low Level Laser Therapy). Este laser de baixa potência é utilizado para estimular o crescimento dos fios de cabelo afetados pela calvície. Estudos internacionais demonstraram que a LLLT provoca um estímulo do ATP (fonte de energia das células) resultando em um aumento da multiplicação celular da raiz do cabelo, aumentando a velocidade de crescimento dos fios e melhorando a espessura capilar.
O nome para esse fenômeno chama-se bioestimulação, ou seja, a energia gerada pelo laser em baixa potência chega ao bulge (uma estrutura situada na haste do pelo, riquíssima em células tronco) que causa uma estimulação destas células, proporcionando um engrossamento dos pelos pré-existentes.

Um dos aparelhos que utiliza esta tecnologia é o LED (Light Emmiting Diodes) laser de diodo de baixa frequência que trabalha com feixes de luz vermelha e infravermelha. O LED é um laser desenvolvido especificamente para o estímulo capilar e que prolonga a fase anágena (de crescimento) do ciclo de vida do cabelo.


Ortomolecular
A deficiência de aminoácidos nobres, vitaminas e minerais, está ligada à falta de pigmentação, ao crescimento demorado e até a perda dos fios.

Quando existem cabelos fracos, opacos e quebradiços, as causas devem ser minuciosamente pesquisadas e corrigidas.
De modo geral os nutrientes precisam uns dos outros e funcionam melhor em conjunto, mas alguns competem entre si. Nesse caso é imprescindível adequá-los às necessidades individuais.
O uso de fórmulas manipuladas acelera o crescimento dos cabelos tornando-os mais fortes e saudáveis.


CANAIS DE COMUNICAÇÃO DIRETA

Para maior comodidade de nossos pacientes disponibilizamos meios de comunicação direta para tirar suas dúvidas não médicas em cirurgia plástica corporal e facial, transplante capilar, dermatologia & laser. O chat online e um email exclusivo (equipe@valeplastica.com.br), atendidos pelas secretárias que darão informações não médicas.

CLIQUE AQUI PARA CHAT ONLINE | CLIQUE AQUI PARA SOLICITAÇÕES VIA EMAIL


OBJETIVOS DE NOSSO SITE
• Informar a população leiga sobre os tratamentos disponíveis e consagrados cientificamente em Cirurgia Plástica e Dermatologia.

• O conteúdo deste site não garante, insinua ou promete resultados e é apenas informativo ao público leigo e aos nossos pacientes.

• Não anunciamos aqui técnicas exclusivas e sim tratamentos consagrados cientificamente e de domínio das Especialidades Médicas de Cirurgia Plástica e Dermatologia.

• Não existe fotos de pacientes em nosso site, todas as fotos de pessoas aqui vinculadas são meramente ilustrativas de pessoas comuns e que gozam de boa saúde.

Não realizamos consulta médica on-line, nosso atendimento on-line é um atendimento através de nossas secretárias que poderão esclarecer dúvidas não relacionadas a medicina.

• Seguimos regras do CRM sobre sites médicos éticos através da resolução da mesma.

• Clique aqui e leia nossa Politica de Privacidade e Manual de Principios Éticos para sites de Medicina e Saúde

 


Calvície | O que fazer? | Causas | Tipos de Calvície | Check Up da Calvície | TrichoScan | Exames Laboratoriais | Consulta | Mineralograma | Tricograma | Biópsia | Exame Clínico | Exames Complementares | Cuidados Gerais | Tratamentos | Intradermoterapia Capilar | LLLT (Low Level Laser Therapy) | Escova Hair Max | Ortomolecular | Transplante Capilar | Perguntas Frequentes






São José dos Campos - S.P.
ValePlástica & ValeDermo
Hair Transplant Brazilian Medical Group
Dermoplastic
Rua Esperança, 40 - Vila Adyanna
Jacareí - S.P.
ValePlástica & ValeDermo
Hair Transplant Brazilian Medical Group
Dermoplastic
Rua Floriano Peixoto, 148 - Centro

Desenvolvido por www.saojosedoscampos.com.br